Algarve

Siuado a sul de Portugal, o Algarve subdivide-se em três grandes faixas, todas elas de grande beleza paisagística: - O litoral, onde se concentra a maior parte da atividade económica regional. A costa algarvia é muito diversificada, variando entre costas abruptas, areais extensos, lagunas recortadas, sapais e outras formações dunares. As rochas predominantes são essencialmente do tipo sedimentar (como é o caso dos arenitos e dos conglomerados). Morfologicamente, o litoral tem uma baixa altitude e é, na sua maioria, constituído por relevos aplanados, dispostos por campinas e várzeas; - O barrocal é uma zona de transição entre o litoral e a serra, sendo constituído por rochas calcárias e xistosas. Também conhecida por beira-serra, esta zona é, tradicionalmente, a principal fornecedora de produtos agrícolas do Algarve, onde se destaca o seu afamado medronho, o mel e a cortiça; - A serra ocupa 50% do território. É formada por rochas xistosas e algumas graníticas. Os principais conjuntos montanhosos são a serra do Espinhaço de Cão, a serra de Monchique, o ponto mais alto do Algarve: 902 metros, e a serra do Caldeirão ou de Mú. A posição geográfica do Algarve confere-lhe características bioclimáticas especiais. O clima é temperado, de características mediterrânicas, com mais de 3 000 horas de sol por ano e uma fraca precipitação média anual.

Muito mais do que praias magníficas e um clima abençoado, o Algarve tem para oferecer um riquíssimo património etnográfico que vale bem a pena partilhar com os prazeres do Sol e do Mar. Ou então dedicar-lhe um tempo próprio.

SABOREIE: O Algarve reserva-lhe muitas surpresas. As mais ricas são os seus tesouros gastronómicos, os seus vinhos, a sua doçaria ou o seu afamado medronho. Deixe-se embarcar nesta viagem que o irá levar a deliciar-se com sabores e sensações que nunca experimentou. Prove a cozinha tradicional ou a contemporânea com a certeza de que o seu paladar nunca mais irá esquecer o Algarve.

© Copyright 2021 ptpt.pt