Produtos

Filete de atum com molho cru

Tipo

Conservas de pescado

Região

Açores

Descrição

Conserva tradicional constituída por 4 filetes de atum, pescado de "salto e vara" no mar dos Açores, colocados sobre uma cama de molho cru (cebola, alho, pimento vermelho, salsa, colorau, massa de malagueta, vinagre e sal) e azeite.

Particularidades

Como o próprio nome do molho indica, os ingredientes que o compôem são colocados em crú, sendo cozinhados durante o processo de esterilização da conserva permitindo assim manter um elevado valor nutritivo.

História

A pesca do atum que se realiza no Arquipélago dos Açores é designada por "pesca de salto e vara", devido às características das artes utilizadas (1 homem, 1 cana, 1 anzol, 1 peixe). Visto ser um método artesanal, este tipo de pesca requer toda a experiência dos pescadores da ilha de São Jorge. Estes começam por detetar a presença do atum através de binóculos. Aí, aproximam-se, desligam os motores e ligam os chuveiros que, simulando a fuga dos pequenos peixes de que se alimentam os atuns, escondem os pescadores do seu campo de visão. De seguida, lançam o isco ao mar de modo a atrair o cardume e dar início à atividades piscatória. É um exemplo que permite aos pescadores capturarem apenas o peixe necessário sem pôr em risco outras espécies ou peixes mais pequenos. Ao contrário do que acontece na pesca de arrastão praticada pelas grandes frotas comerciais, as centenárias artes de pesca “Salto e Vara” praticadas pelos atuneiros da Região são consideradas amigas do ambiente, por permitirem ao pescador selecionar o peixe e não apresentarem capturas acessórias. Como valorização e reconhecimento ecológico, a pesca do atum nos Açores é certificada desde 1998 pela organização não governamental Earth Island Institute como sendo “Dolphin Safe”, devido às suas caraterísticas pouco predadoras, e desde 2001 como “Friend of the sea”, sendo a primeira pesca do atum no mundo a ser galardoada com este tipo de certificação.

Saber fazer

Depois de capturado nos moldes tradicionais de "salto e vara", o peixe é cuidadosamente manuseado para que possa resistir o máximo de tempo possível. É este atum muito fresco que é depois sujeito a todo um processo manual de limpeza, de preparação e filetagem. Segue-se depois o enlatamento dos filetes, altura em que lhes são adicionados, em crú e depois de finamente picados, o aho, a cebola, o pimento vermelho e a salsa, temperados com colorau, massa de malagueta, vinagre e sal e regados com azeite. As latas são depois fechadas hermeticamente e sujeitas a um tratamento térmico de esterilização, processo este que irá cozinhar os ingredientes do tão característico molho crú Açoreano.

Área geográfica de produção



Freguesias

CALHETA (CALHETA (AÇORES))

Forma de utilização / Conselhos de uso

Pode ser consumido "tal qual" como prato principal e acompanhado com batata cozida e/ou legumes ou simplesmente como entrada ou aperitivo. Pode ainda ser usado na confecção de saladas ou outros pratos.

Calibre

de 1,00 a 1,00 kg

Preço indicativo / unidade

3,00 € / 1 unidade

Apresentação Comercial

Apresenta-se a em lata de alumínio 1/2 club - abertura fácil + monofolha + cinta com cor e textos relativos ao produto em causa.

Condições de conservação / Durabilidade

Guardar as embalagens fehadas e ao abrigo da luz, calor e odores fortes

Disponibilidade ao longo do ano

Jan
Fev
Mar
Abr
Mai
Jun
Jul
Ago
Set
Out
Nov
Dez

Bibliografia/Fonte

Santa Catarina - Indústria Conserveira, S.A.

Contactos

Santa Catarina - Indústria Conserveira, S.A. Rua do Roque, 9 9850-079 Calheta Ilha de São Jorge - Açores - Portugal TLF: (+351) 295 416 220 E.Mail: geral@atumsantacatarina.com

© Copyright 2017 ptpt.pt
Developed by Impactwave